11 de dez de 2017

Projeto Estante Nacional - Juliana Daglio



Olá, pessoal!


Projeto Estante Nacional completou 6 meses de atividade!!!



Não conhece?! Nesse Projeto, idealizado pelo Grupo Blogueiras Unidas, escolhemos um autor ou autora nacional a cada mês e fazemos uma mini entrevista e uma ampla divulgação dele/dela e de todos os seus livros!

Quer conhecer os autores que estão na nossa Estante depois de 6 meses de divulgação?


Julho - Malu Simões
Setembro - Nuccia De Cicco
Outubro - Judie Castilho
Novembro - Aline Cabral

E no último mês do ano de 2017, escolhemos ninguém mais, ninguém menos que a linda, charmosa, ultra talentosa e escritora pica das galáxias Juliana Daglio!!



Lembrando que o Grupo Blogueiras Unidas é formado pelos blogs parceiros Clube do Livro e AmigosAs 1001 NucciasEntre Livros e Pergaminhos e CuraLeitura. Este mês, convidamos um blog para participar do Projeto: o insta Realeza Literária, administrado pela super simpática Lari Milena!



Partiu conhecer a Jubs, seus livros e ainda ler as respostas da entrevista!




Sobre a AUTORA:


Juliana Daglio, Psicóloga Clínica e autora dos livros "Uma Canção para a Libélula" e "O Lago Negro". Vinte e poucos anos e um punhado de ideias mirabolantes. Sonha em construir um país das maravilhas cheio de sombras que escondem personagens que versem a respeito de cada um dos aspectos da psiquê humana. Louca, rockeira, viciada em café, carinha de adolescente, mas uma alma antiga que insiste em entender o porquê veio ao mundo. Seu maior desejo é que alguém a ame por algo que escreveu.

CONTATO: lacrymosa.jd@gmail.com



>> ENTREVISTA <<


Juliana Daglio, vulgo Jubs, Jujuba, Menina Libélula e quaisquer outro nome fofinho que você queira dar a ela, é uma das pessoas mais maravilhosas que eu tive a chance de conhecer.

Fã inveterada de Stephen King, amante do terror e dona de uma escrita cheia de poesia, conquistou meu coraçãozinho de leitora após meia página lida de Uma canção para a libélula.



Mas... meu coração de amiga ela já tinha conquistado muito antes! Prova disso é minha presença no lançamento de UCPAL lá em SP (confiram AQUI): larguei o maior congresso brasileiro de Dança do Ventre só pra conhecer e abraçar essa menina!!

Depois disso, fiz questão de reencontrá-la na Bienal do Livro SP 2016 (confiram AQUI)! Meu sonho é carregar a Jubs pra minha casa ou, como sugeriu a Giuliana, colocá-la em um potinho, enfeitado com libélulas roxinhas, na minha estante de livros! Mais alguém quer um funko-pop da Jubs?? o/



Não a acompanho desde o início de sua carreira, contudo estou de olho na senhorita desde que me foi indicada! Recentemente, vi um dos seus maiores sonhos se realizar: assinou contrato com a Bertrand Brasil, do grupo editorial Record, para publicação do livro de terror Lacrymosa! Aplaudi de pé!!!




Conhecida por criar personagens com profundos, quase anti-heróis pelos quais torcemos e choramos, todos montados na letra V (ela explica suas escolhas nesse vídeo AQUI e nesse outro AQUI), nunca briga com seus leitores e críticos explicitamente (provavelmente nem em off, tamanho o bom coração dessa mulher), e sempre responde a todos com o maior carinho.

Moça, queria ter a paciência que tens com quem te ataca. Te adoro!!!



Sobre seus LIVROS:


UMA CANÇÃO PARA A LIBÉLULA I e II
*comprar com a autora

*Nova Edição vol. único EM BREVE


Uma Canção para a Libélula - parte 1
Editora: Arwen
Gênero: Romance, Drama
Ano: 2016
180 p.

Sinopse:
Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula. Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: uma doença, uma viagem e um reencontro. Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta...





Uma Canção para a Libélula - parte 2


Editora: Arwen
Gênero: Romance, Drama
Ano: 2016
374 p.


Sinopse:

Um segredo antigo, uma alma conturbada, uma comprida escada. Valéria agora está de frente com a verdade e com uma velha amiga, a Loucura. Depois de um final aterrador, Uma Canção para a Libélula - parte I, deixou leitores ansiosos pela sua continuação. A história da jovem pianista Vanessa, e sua luta contra a Vilã Cinzenta, conquistou corações pelo Brasil inteiro e agora tem seu desfecho. A Menina que se encontrou com a Libélula viveu um sofrimento extremo, mergulhando em sua alma obscura para nos contar sua história. Dentro de um casulo escuro os segredos permeiam, envenenando toda a existência dessa família marcada por uma morte precoce. Diante das rachaduras há uma descoberta incrível: asas de diamante, um voo alto em meio às nuvens de um entardecer cor de algodão doce, e o encontro mais importante de uma existência. Seja forte agora, mas não contenha suas lágrimas. Ouça a Canção até o final


*****

COLEÇÃO O LAGO NEGRO
*comprar com a autora

*Vol. 4 EM BREVE!


O Lago Negro
Coleção Lago Negro - vol. I
Autora: Juliana Daglio
Gênero: romance / suspense / mistério
Ano: 2017


Sinopse:
Verônica é uma garota problemática marcada por um passado traumático do qual mal se lembra, mas que lhe tirou o direito à total sanidade. Ao se mudar para o interior, depois de passar no vestibular, ela se depara com o local perfeito para se inspirar e, finalmente, transformar seus personagens imaginários em um livro. Lagoana é uma cidade nebulosa, úmida, habitada por almas quietas e pouco amigáveis. Porém, o clima obscuro não despertará somente a criatividade, mas também acordará seus fantasmas mais profundos. Prestes a perder o controle sobre sua trama e sua mente, Verônica conhece um estrangeiro de sorriso cafajeste e olhos azuis e, desconfiada de suas intenções, ela guarda segredo quanto ao seu livro, mas não sabe que Liam também tem os seus. Verônica nem desconfia, mas eles podem ser a chave para os mistérios que a rondaram durante toda sua vida. Assim, o lago negro de sua imaginação será, definitivamente, o estopim para toda sua loucura emergir. O que será que ele esconde no fundo de suas águas escuras?



Submersão
Coleção Lago Negro - vol. II
Autora: Juliana Daglio
Gênero: romance / suspense / mistério
Ano: 2017


Sinopse:
Para Verônica Cattani os monstros que tanto tememos e desconhecemos não vivem embaixo da cama, ou atrás dos armários, muito menos em filmes de Terror – eles vivem dentro de sua própria mente. Depois de se mudar pra Lagoana e descobrir que sua memória esconde enigmas ainda mais profundos, ela se vê frente a frente com pessoas que nem imaginava fazerem parte de seu passado. Em seus textos, estão todas respostas e a família Caprini parece temer tantos seus significados quanto ela os teme. Liam não tem mais segredos. O garoto da capa vermelha saiu de seus sonhos, retornou para seu presente, e enfrenta os Caprini com costas eretas e um cinismo único. Ele é a única coisa que a impede de mergulhar agora. Seu pedaço de sanidade numa mente caótica. Porém o Anjo de Asas Douradas está prestes a se revelar, trazendo em seu poder algo que será difícil recusar: a oportunidade de saber o que existe nas profundezas.




Profundezas Sombrias
Coleção Lago Negro - vol. III 
Autora: Juliana Daglio
Gênero: romance / suspense / mistério
Ano: 2017


Sinopse:

Um transe hipnótico irá finalmente colocar Verônica nas profundezas de sua mente. O habilidoso mentalista Drake Carballo conhece todos os caminhos de suas memórias reprimidas e irá auxiliá-la a encontrar respostas para o grande mistério de Lagoana, assim como as razões que levaram seu pai, Andréas Cattani, a envolvê-la na trama de assassinatos da família Caprini. Drake revela a Liam tudo sobre a loucura de V, tencionado a mexer com seus sentimentos, e mesmo desconfiando do outro com todos os seus instintos, Liam está disposto a ceder até que a submersão se complete. Porém as horas ao lado do misterioso homem podem mudar tudo, já que o mesmo parece ter a estranha habilidade de desvendar os recantos mais obscuros e vergonhosos de seus interlocutores – ou seriam vítimas? – obrigando Liam a enfrentar o seu próprio passado, bem como os monstros que estão escondidos nas escamas de sua personalidade. Nosso protagonista se vê diante de um impasse: proteger a garota que ama, ou deixá-la livre para mergulhar sozinha. Essa alucinante jornada de Verônica levará os leitores a um mundo fantástico que poderá revelar não só os segredos que ela guarda, mas também a reflexões profundas sobre si mesmos. Afinal, o que você guarda nos lugares mais recônditos de sua mente?


*****

TEREZA


Tereza
Autoras: Juliana Daglio e Joice Xavier
Gênero: suspense / mistério / thriller
Ano: 2016
36 p.

Sinopse:
Tereza, um suspense escrito em co autoria entre Joyce Xavier e Juliana Daglio, é uma história contemporânea que ressalta o antagonismo de uma mulher complexa, intensa, que vai lhe fazer arrancar os cabelos, mas vai seduzi-lo quando menos esperar.

"Existem dois conceitos extremos: bondade e maldade.
Em algum lugar entre os dois, está Tereza.
Você vai decidir exatamente onde."


*****

ANTOLOGIA POSTUMUS

*Lançamento EM BREVE!


Postumus - Relatos Sombrios
Antologia
Org.: Juliana Daglio
Editora: Rouxinol
Gênero: terror
Ano: 2018

Sinopse:
Embrenhado no meio das ruas mais ermas da cidade do Rio de Janeiro, esconde-se um dos mais enigmáticos cemitérios de todo país. Cercado com altos portões de ferro e muros abraçados por trepadeiras que não são cortadas há décadas, no seio das terras esquecidas e judiadas pelo tempo, estão enterrados os corpos de cidadãos brasileiros cujas vidas foram marcadas por tragédias das quais ninguém quer falar. Seus coveiros trabalham silenciosos, temerosos de perturbar os espíritos que cercam o local noite e dia; as famílias raramente os prestam homenagem ou passam para deixar flores. Ninguém quer lembrar do que houve a essas pessoas. Histórias que o manteriam acordado a noite, que o tirariam a paz e colocariam seu espírito em frangalhos. Dramas familiares, abusos, terror físico e espiritual, marcaram a vida daqueles que jazem no cemitério São Lázaro. Suas almas não estão em paz, pois suas histórias permanecem no firmamento dos que foram esquecidos, vagando no limbo a procura de alguém que os ouça, para que encontrem a paz, ou migrem para as profundezas onde poderão reaver seus pecados. É agora. O véu está prestes a se romper. As almas querem falar, querem contar como viveram e como morreram, e para isso precisam de você.

LANÇAMENTO EM BREVE!


*****

LACRYMOSA

*Lançamento EM BREVE!


Lacrymosa
Autora: Juliana Daglio
Editora: Bertrand Brasil
Gênero: terror
**capa não-oficial**



Sinopse:

O nome dela não é Valery Green. Também não nasceu no ansas, e sua família toda não morreu num acidente de carro onde ela foi a única sobrevivente. Nascida num mundo de trevas e segredos apocalípticos, a garota feita de mentiras luta dia após dia para ter uma vida longe de sua verdadeira identidade e de seu dom misterioso, o qual ela julga como uma maldição. Por cinco anos, ela conseguiu. Escondida na pacata Darkville, tornou-se uma respeitada Detetive, conhecida por sua frieza e eficácia no trabalho. Seu companheiro Axel parece ter orgulho de trabalharem juntos, até ficar frente a frente ao que encontraram na busca daquela noite - um demônio dentro de uma garotinha. Para ajudar a pequena Anastacia, Valery terá que colocar em risco o trabalho na polícia e seu relacionamento com Axel, recorrendo à ajuda do Padre Henry Chastain, um velho conhecido. Desenterrando um passado cheio de exorcismos, perseguições e batalhas contra demônios, esse reencontro não promete ser feito de abraços e boas-vindas. Chas, como ela o chama, é conhecido como o maior Exorcista vivo - a Espada de Sal do Vaticano, e é sua única esperança de lutar contra o novo inimigo, mas também representa o ponto fraco de si mesma e o acesso a um passado doloroso que pode despertar seus próprios demônios interiores.



LANÇAMENTO EM BREVE!





ENTREVISTA:


1 – Por Lari do blog Realeza LiteráriaJu, como foi escrever sobre a depressão, sendo que você já passou por essa doença? Você se sentiu mais livre ao colocar tudo para fora ou teve um aperto no peito, como se sentisse que tudo aquilo tinha voltado? Desculpa se for uma pergunta muito incisiva e pessoal...

Acho essa pergunta muito legal, e não me incomodo em responder. 

Teve um pouco de aperto no peito, mas não porque tudo estava voltando, mas sim porque era um conflito muito grande falar de mim, criando uma personagem nova.

A Vanessa e eu somos um pouco diferentes em questões de personalidade. A família dela é diferente, a profissão e praticamente tudo. Era difícil me doar para ela, sem torna-la muito igual a mim. Eu tinha que ser o máximo de honesta comigo, com a minha dor e a minha cura, me comprometendo a não macular a personagem com meus dados pessoais. Compartilhar minha dor com a Vanessa muitas vezes foi me olhar no espelho e entender todas as minhas responsabilidades, tanto sobre o meu processo de cura, quanto sobre o que eu queria passar aos meus leitores. 

Olhar no espelho e ver uma pessoa diferente foi conflituoso. Uma antítese. Mas foi prazeroso, pois enquanto eu curava a Vanessa, ela me curava. 


2 – Por Suzy, do blog Entre Livros e PergaminhosComo surgiu a ideia de escrever Lacrymosa e qual a inspiração para compor a trama?

A premissa inicial de Lacrymosa me veio em formato do famigerado “e se..?”. Se eu contar a pergunta que eu me fiz, vai ser spoiler, mas foi algo muito simples e que a princípio não tinha muita forma. Então me veio a música, Lacrimosa de Mozart, e sem que eu percebesse estava viciada nela. Ao ver o que diziam os versos da Missa dos Mortos, eu me deparei com um trecho que casava perfeitamente com o meu “e se...?”. Era o início da construção do enredo. Uma premissa e uma música. 


3 – Por Nuccia, do blog As 1001 NucciasRecentemente, você fechou contrato de publicação do Lacrymosa com a Bertrand Brasil, do Grupo Editorial Record, uma das maiores editoras do país. Qual foi a sensação quando recebeu a notícia da sua agência? O que você espera da nova casa editorial? Como você acha que será a recepção do livro pelos fãs da editora (porque pelos seus fãs, tá garantido!)?

Caramba, esse dia foi louco! 

Quando a Grazi, minha agente, me ligou, eu meio que já comecei a chorar olhando para a tela do celular. Ela conversa comigo praticamente o dia todo, todo o dia, mas por áudios. Era a primeira vez que ela me fazia uma ligação, e como eu sabia que a Editora tinha se interessado em avaliar o livro, estava aguardando uma resposta. Eu atendi o celular quase gritando, mal ouvindo o que ela falava. Ela disse, “VAI SAIR PELA BERTRAND”, eu já estava parecendo uma criança de tanto rir e chorar ao mesmo tempo. 

Eu estou tentando manter o pé no chão. A Bertrand é uma editora com décadas de mercado, e fazem um trabalho incrível, mas eu sei que muito depende de mim. Eu sei que eles estão dando o melhor pela Valery e eu me comprometi a dar meu melhor também. É uma história diferente de tudo o que eu já escrevi, pendendo para o terror, mas com todo aquele drama psicológico que eu adoro. Eu não sei como o público da Record vai receber, mas estou preparada para tudo o que vier, até para as críticas. É um novo começo para a carreira, e sei que tem muita batalha pela frente.

Estou preparada. 


4 – Por Nathalie, do Blog CuraLeituraO que te motivou a escrever seu primeiro livro e como foi a experiência? Sua família sempre te apoiou? Quais as principais dificuldades que você enfrentou e enfrenta em sua jornada como escritora?

Meu primeiro livro, Uma Canção para a Libélula, foi escrito por uma necessidade muito grande que eu tinha de falar sobre a Depressão. Estava passando por uma crise quando comecei o processo de escrita, e tudo o que aconteceu durante a criação da Vanessa me ajudou a entender a depressão, e também como era conviver comigo mesma. No começo eu não tinha intenção de publicar, então não disse muita coisa para a minha família. 

Depois de cinco anos, com o livro reescrito, e com a oportunidade de publicação, eu me surpreendi com o apoio deles. Minhas tias, meus pais e meu irmão, foram muito presentes. Teve um primo que foi tocar e cantar no lançamento, e veio parente de longe trazer amigos. Foi muito bom ter a presença e o apoio deles. Me fez acreditar que um sonho bobo que eu tinha desde menina, que era ser escritora, não era bobo. Era possível. Sem o apoio deles, eu ia acabar desistindo. 

As dificuldades não param. Vender livros, divulgar sozinha, lidar com o processo de edição... Cada etapa tem uma dificuldade nova. Agora, com um novo contrato assinado, minha dificuldade está sendo lidar com a ansiedade e com o medo. É um medo do desconhecido, mas como disse antes: estou preparada. 


5 – Por Giuliana, Blog Clube do Livro e AmigosVocê vive superando suas metas e desafios. Existe algum desafio que você ainda não cumpriu e pretende nos próximos anos? Qual(s)? Qual a mensagem que você pretende passar aos leitores suas obras? Se você fosse para uma ilha deserta por um ano, qual livro levaria e por que?

Meu principal desafio é algo que não tem a ver com escrita hahahaha. Eu tenho fobia de dirigir, e é algo que eu pretendo superar logo, pois preciso de independência para ir a todos os eventos que quero. 

Cada livro tem uma mensagem diferente. Eu tento deixar um pouco de mim em cada um, mas aprender com eles também. Algumas vezes, como aconteceu com Cidade das Orações Perdidas, a mensagem do livro se revelou para mim no meio do processo. Eu pretendia que tudo fosse a respeito de buscar fé nos momentos de dificuldade, mas a força da amizade entre dois dos personagens principais, me fez perceber que era um livro sobre amor e luto, acima de tudo. Um livro sobre superação. E é um livro de terror, hein! 

Se eu fosse para uma ilha deserta por um ano, eu acho que não sobreviveria com um livro só. Eu ia precisar de muitos, muitos mesmo, para lidar com tédio. Sou uma pessoa urbana! Socorro! Queria levar a coleção completa do King, meus livros do Zafón, as duas séries da Sarah J. Maas e alguns thrillers de suspense e terror.


Jubs, muito obrigada por ter aceitado o convite e por ter respondido nossas perguntas! Preciso confessar que eu fui obrigada a deixar perguntas de fora..., né não, Giuli?? XD

Aos leitores, muito obrigada por nos acompanharem nesses lindos 6 meses e que venham muito mais!

Aproveitem e indiquem pra gente algum autor/autora amigo/amiga que gostariam de ver divulgados!

Abraços e beijos! Até + ver!


















3 comentários:

  1. Super criativo o projeto, promovendo a literatura nacional :3 Dessa autora eu só tinha ouvido falar de Uma canção para a libélula!
    Beijos,
    https://blogalaxyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?!? Muito legal esse projeto. Uma forma incrível de divulgação da literatura Nacional e uma forma de difundir os blogs.
    Estão de parabéns!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Apesar de não ter lido nada da autora, já vi algumas publicações dela, mas nunca me aprofundei, então foi delicioso conhecê-la através do seu projeto... Que inclusive é uma forma incrível de apoiar o autor nacional!

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário é muito importante! Todos os posts são escritos com bastante carinho para todos os leitores.

Sempre que der, vou responder seus comentários. Obrigada pela visita e volte sempre!

Siga o blog no GFC, Curta nossa Fanpage. Siga no Instagram.