Título: O Rei Cigano | Autora: Miya Hortenciano
Editora: Young Editorial | Ano: 2016 | Páginas: 200
 Glacialem. País relativamente rico, vizinho de Meridial, e última ponta do Triângulo Comercial do Oceano Gélido. Tudo ali era perfeito e, mesmo que alguns discordassem, até o clima: um inverno eterno, com neve durante o inverno e o outono, chuvas frias durante a primavera, e no verão, quando o gelo começava finalmente a derreter, o outono nevado chegava de novo. Poderia ser o lugar perfeito, porém perfeição não existe. Não para alguns. Vez ou outra, Albus, o General e irmão do Rei, caía de amores por alguma jovem camponesa. Mas seu temperamento não era do tipo compreensivo, e ele não aceitava não como resposta. Se a moça fosse submissa a suas vontades, saía com uma vida confortável e feliz. Caso contrário, saía sem a vida. Tal regra também se aplicava a qualquer um que cruzasse seu caminho. Ao menos, até ele conhecer a fúria de Eros e Sapphire. Assim, Albus descobrirá que derrubar os Reis de Glacialem não será tarefa fácil.


Olá leitores, como estão? Hoje vou falar sobre o livro O Rei Cigano, vamos lá?

O livro começa com ação. Somos apresentados ao príncipe mestiço Eros e a bela Cigana Ginger, que depois vamos descobrir que se chama Sapphire. Ambos estão fugindo, por motivos diferentes, do exército do General Albus, um homem mesquinho e arrogante, capaz de qualquer coisa para conseguir o que deseja. Sapphire e Eros estão fugindo, e no meio dessa fuga acabam no mesmo lugar: no meio da ponte. Cercados  dos dois lados pelos guardas, as alternativas para fugir tornam-se nulas...Será?